The Chatterbox
December 11, 2014
❨❨ brumas ❩❩

neblina.jpg

| | talk about it [0]
December 06, 2014
a história da minha vida

Gostei imensamente de uma saia numa loja, não tinha meu número. Fiquei chateada. Meu marido me viu comentando o triste infortúnio e fez um arranjo. Pediu pra ver se tinha meu tamanho numa outra filial da mesma loja, eles tinham. Trouxeram a saia do meu número, minha amiga foi lá buscar e ele me deu a saia de presente, foi a maior surpresa! Vesti a saia toda pimpona, mas olha só que joça, apesar de ser meu tamanho ficou apertada na cintura. Não suporto nada apertando a cintura. Vesti a saia algumas vezes, não dava. Levei a saia na costureira chinesa, pedi pra alargar a cintura, mas não medi nada direito. A costureira chinesa disse—você tem certeza que quer fazer isso? vai ficar MUITO LARGA! [ela falou isso bem alto e com uma cara feia] Sim, tenho certeza—eu respondi, pode fazer! E ela fez. E ficou MUITO LARGA, tipo de cair a saia no chão. Tive a ideia de usar com cinto. Não deu certo. Então tive outra ideia, de mudar dois botões de lugar. Deu certo, mas a saia ficou torta. Só dá pra vestir com blusa por cima e blusa comprida. Usei algumas vezes assim, ninguém reparou. Coloquei a saia pra lavar na máquina, o tecido encolheu, o forro não encolheu. A saia ficou com um pedaço enorme do forro aparecendo. Ainda não sei o que vou inventar pra resolver esse problema. Mas certamente darei um jeito.

| | talk about it [0]
November 30, 2014
take 3

Todo aquele papo de encontros familiares show de horror no Thanksgiving é tudo verdade. E o contrário também é. Tenho saudades de neve. Mas não tenho saudades de neve. Me entende? Gente que mente, pior tipo de gente. Outono, a cidade está linda. Sou a reencarnação do Buster Keaton. Só isso me explica. Cair vestindo a calça. Ficar presa no braço invertido do roupão. Tropeçar no próprio sapato. Enroscar o vestido na maçaneta. Eteceterá. Depois fui me meter a reformar dois vestidos tamanho XL que comprei numa super liquida e ja destruí um. No mundinho da moda me parece que––todo mundo fuma, todo mundo é bronzeado. Fui colher maçãs já no final da temporada, porque não consegui ir antes. Mas que maçãs! que delicia, que frescor, que doçura, que textura!

Me contaram que minha amiga foi na festa de halloween no trabalho com um bigode falso colado na cara. Bigode feito com pelos do cachorro dela. E eu perdi essa! Também me contaram que o meu chefe foi com algo inflável na cintura que meu parco inglês e ignorância nerdica não me permitiu entender exatamente o que era. Eu de luto, de jet lag, zureta com mudança de horário e as pessoas vem me descrever fantasias loucas de halloween? E nem contei pra ninguém que meu marido tinha sugerido que eu fosse nessa festa vestida de tinker bell.

—vamos ver um filme no cinema?
—vamos sim! mas espera só um minutinho que vou recolher as f o l h a s.

· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷··
· ...Tchau feriadão!...
· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷·· ·· ··÷¦÷·· ·

| | talk about it [0]
November 23, 2014
· ··÷¦÷·· · este ano · ··÷¦÷·· ·
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
o outono deste anoo outono deste ano
| | talk about it [0]
November 08, 2014
muitas de mim [pelo meu pai]

eupormeupai.jpg

| | talk about it [0]
November 02, 2014
a morte não é nada
papai-20.jpgpapai-20.jpg

No dia 22 de outubro este blog fez 14 anos. Neste dia eu não comemorei nada. Neste dia, no momento em que meu pai estava sendo enterrado, nublou. Eu entrei na piscina e nadei, chorei, nadei, chorei, nadei, chorei, nadei e chorei até meu coração parar de doer. Quando eu e meu filho decolamos de Sacramento em direção ao Brasil o céu estava todo vermelho. Meu pai era um leitor entusiasmado deste blog, foi por muitos anos. Ele achava tudo divertido e adorava seguir minha vida por aqui.

No dia 21 de outubro eu acordei chorando e chorei o dia todo. À tarde recebi o telefonema que eu sempre temi receber. A voz do meu irmão me dando a notícia ainda ecoa na minha cabeça:

Fer, o papai morreu, o papai morreu.

Nós conversamos muito sobre ele, revimos centenas de fotos, dezenas de filmes caseiros com festas de família e viagens. No primeiro filme quando ele apareceu sorrindo e acenando, todo mundo chorou. Depois vai ficando mais fácil. Meu pai foi um homem extraordinário que viveu pra família dele e viveu a vida que ele queria viver. Morreu dois dias antes de completar 84 anos e nos pegou de surpresa. Quero deixar registrado aqui essa história, pois pode ser que ele queira ler e vai achar muito bom que deixei isso escrito. Com todo o meu amor, descanse tranquilo pai!

| | talk about it [5]
October 14, 2014
small talk

A pessoa que denuncia os grandes clichês óbvios é também um grande clichê óbvio. Ninguém admite, mas somos tudo a mesma coisa.

Voltando de viagem, a sensação de que cheguei em casa pra mim é ver da janelinha do avião o patchwork agrícola da minha terra. #puroamor

Sonhos aos montes—com horta de alface, mala, hotel, elevador, vertigo, saindo descalça, minha mãe, minha irmã, meu pai caminhando novamente.

Sempre tive o maior cuidado quando vou usar louça que estava guardada por um tempo em armários, mas depois que tive que beber champagne numa taça com poeira e um inseto seco boiando na bebida, meus cuidados foram redobrados.

Alegrias de coió—nadar & cozinhar.

Salada com pickles de cebola, hambúrguer no brioche, vinho branco gelado, show de jazz na farmácia vintage da esquina, me senti muito feliz!

Vejo videos de maquiagem dizendo que mulher madura não pode usar sombras coloridas e brilhantes [fuén]. Dai que uma colega de trabalho bem mais velha do que eu, aparece super linda com uma sombra azul topázio glitter. Eu achei simplesmente divinomaravilhoso e vou copiar!

Vou ver instagram de gente que não conheco—minha vida é um tédio.
Vou ver instagram de gente que mora em cidade grande—vivo na roça.
Vou ver instagram de gente que mora na Europa—vivo no Wild Wild West.

Ventania e fui caminhar com um lenço bem longo.

| ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄|
| I CAN'T GIVE |
| YOU ANYTHING |
| BUT LOVE! |
|_________|
∧__∧ ||
( ´ω` ) ||
/   づ”.

| | talk about it [0]
October 12, 2014
jazz at the drugstore

| | talk about it [0]
Archives
2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

2000

[Greymatter archives]
May 2001 / April 2002

[Blogger archives]
Oct 2000 / May 2001

Newest Posts
❨❨ brumas ❩❩
a história da minha vida
take 3
· ··÷¦÷·· · este ano · ··÷¦÷·· ·
muitas de mim [pelo meu pai]
a morte não é nada
small talk
jazz at the drugstore
viajantes
antes da primavera
sabichona
californianas
preto com olhos cor de mel
programas que assisto na minha tevê
infalível
fantasy
quem me ensinou a nadar foi os peixinhos do mar
inexorable
✸ verão ✸
dream a little dream for me




Fezoca
Fezoca, Who?

Chucrute com Salsicha

Cinefilia

Twitter

Flickr

Facebook

Links
Davis, California

UC Davis

Davis Wiki

Weblogs
Little Yellow Different
Loobylu
Killoggs
Riley Dog
A World Apart
Feathers of Hope
Stuck in Sac
Clarice
Nemo Nox
TelescOpica
Zamorin
50kg
Bocozices
Bloggi
Blog 'n' Roll
Blowg
carne crua
Desvelar
Dudi Rosa
Helenice
Imprensa Marrom
Mina de Letras
Monólogo
Nêga do Leite
Pop Doc
Rosa Pomar
Vita Brevis


Weblogs directory
[BlogFAQ]

[Mundo Pequeno]



i heart blogging




Search





design-devil.gif
©Fer Guimarães Rosa, 2000—2014
[Old Layouts]



The Kitchen